Testes identificam que bebidas não possuem teor de fruta mínimo exigido por lei

Soropositivo Pode Comer Camarão?

Sendo Positivo

Image

Antes, deixe explicar que esse título peculiar e específico foi uma das buscas que levou alguém a encontrar o meu blog. Magias da tecnologia e do WordPress. Como achei esse título peculiar resolvi escrever sobre a minha experiência no caso da alimentação.

O meu infectologista reforça todas as vezes que vou consultar com ele: “Vida normal”. Antes eu comia camarão e vou continuar comendo camarão. Porém, uma das coisas que ele reforça toda vez, é que como os remédios acabam sobrecarregando um pouco o fígado, ele sempre me recomenda que eu não coma 2 horas antes e depois de tomar o remédio. Eis que ele recomendou que eu tomasse os remédios a noite, um pouco antes de deitar, no meu caso, escolhi as 10:30-11:00 pm.

Quanto ao consumo específico de camarão, eu não tive nenhum problema (ainda ontem comi uma lasagna de camarão) e não tive nenhuma reação adversa. Ou…

Ver o post original 125 mais palavras

Lei que autoriza PF investigar remédios falsificados é publicada no Diário Oficial

Farmacêutico Márcio Antoniassi

PFUma lei aprovada pela presidenta Dilma Rousseff e publicada no Diário Oficial da União de hoje (18), inclui a falsificação e a adulteração de remédios entre os crimes de repercussão interestadual ou internacional. Além ser investigado pela Polícia Civil, este tipo de prática ilícita será alvo também da Polícia Federal (PF).

A Lei 12.894 inclui a “falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais e venda, inclusive pela internet, depósito ou distribuição do produto falsificado, corrompido, adulterado ou alterado” entre os crimes que, por excederem à atuação das polícias estaduais, exige “repressão uniforme”.

A nova medida acrescenta um inciso à Lei 10.446 de 2002, que já previa o trabalho da PF na investigação de outros crimes de repercussão interestadual ou internacional como sequestro, cárcere privado, extorsão, formação de cartel, violações a direitos humanos ou furtos, roubos ou recepção de cargas, “sem prejuízo da responsabilidade de…

Ver o post original 17 mais palavras